domingo, abril 4

O inferno antes do paraíso

Ontem compramos nosso pacote de férias de maio, vamos para o Chipre! Putz, faz um tempão que eu não dirijo do lado "errado", mas vou ter que lembrar rapidinho, Bart nunca dirigiu em mão-inglesa.

E começa agora o calvário, o inferno que me dá ódio mortal e que me faz jurar que nunca mais eu boto os pés naquela terra, e que lá só tem ladrão miserável: começar o planejamento das férias de fim de ano no Brasil.

SETE anos se passaram e nada mudou, ainda não dá pra pagar a GOL com cartão de crédito internacional, os hotéis e pousadas AINDA não colocam tarifário no site, e aquela mania odiosa do "entre em contato" continua a todo vapor. Ódio mortal. Bando de pilantras.

Eu queria dessa vez passar uma semaninha em Porto de Galinhas ( de novo ) e uma semaninha em Fernando de Noronha. Mas não vou nem comentar a dificuldade! Ódio mortal.

Queria muito convencer meu irmão a nos encontrarmos em Orlando, mas o Bru começou no colegial e tem aula até dia 20 de dezembro ( olha o absurdo ), então não vai rolar. Mas ó, se fôssemos pra Orlando, em duas horas eu teria vôo ( baratésimo ) marcado, carro alugado, casa reservada, e bobeou até ingressos já comprados. Porque aquilo sim é lugar civilizado, não essa patifaria que é a indústria do turismo no Brasil.

Estou morrendo de saudades de ver a família, mas vontade ZERO de ir pro Brasil.

10 comentários:

Marcia disse...

É ridículo mesmo. Tente ver o hotel no site dos meus ex-patrões ( Booking.com) ou do concorrente, Hotéis.com, agora quanto aos vôos é complicado sugerir algo, só se pedir para alguém pagar a você do Brasil e depois você manda o dinheiro. Um saco mesmo. Ainda bem que tenho conta lá.

Patricia disse...

Passamos pela mesmíssima situação e tivemos que pedir à irmã de uma amiga para pagar as passagens e a reembolsamos no banco do aeroporto. Novela, hein? Chegando lá tudo uma fortuna: comida, roupas, passeios. Daí eu começo a entender porque a brasileira fica louca quando vem para os States e compra sem parar. Comigo o efeito é inverso!!! Bjs e boa sorte!

Joaninha Bacana disse...

Fora a bagunca que sao os aeroportos... Odeeeeeeeeeio as filas quilometricas da TAM no aeroporto de Sao Paulo, odeeeeeeeeio ter que fazer check-in novamente e despachar as malas para conexao interna, odeeeeeeeio as filas quilometricas para passar na imigracao com marido. Aaaaaaaaargs!
Beijos, Angie

Mines disse...

Por falar em aeroporto... vcs ja viram coisa mais bizarra que Cumbica?? A gente que passa por vários aqui na Europa, quando ve aquilo é um choque! Feio, escuro... juro! eu tenho até vergonha! Nao posso falar dos outros pq vou sempre direto pra Sampa...

Marcia disse...

Ah sim, a Veja fez reportagem sobre isso nesta semana - o caos do aeroporto.
Cumbica é o fim mesmo, mas o Galeão não e muito melhor. E com Copa e Olimpíadas, precisam dar um jeito.

Adriana disse...

Vc imagina agora meu drama pra ir a Maceio,pq não e apenas na passagem pra la, tenho que entrar em contato com amigos que possam comprar as passagens la pra mim. Pq chegar a Maceio é um inferno!

Patricia disse...

Vamos pensar positivo Adriana: pelo menos neste caso vc sabe que depois do inferno vem o paraíso. No meu caso, para visitar a familiarada no sul tb é um inferno, e continua inferno (nem praia tem!). Não seria mais facil contactar uma agencia? Da ultima vez que fui fiquei surpresa com os preços não tão absurdos para o nordeste (acho que quando vamos por conta própria sai tudo mais caro). Eu moro do lado do caribe, então já desisti do nordeste faz tempo! Bjs

pacamanca disse...

Ainda bem que detesto férias resort e so' preciso chegar ao Galeao e mais nada... Nao tenho a menor ideia do nivel de perrengue ao qual voce esta' se referindo, mas sou solidaria: tem coisas do Brasil que realmente nao da' pra entender.

Camila disse...

A cada ida ao Brasil diminui a vontade de viajar pra lá...
Meu marido vai comigo a cada dois anos e sempre quer fazer um pouquinho de turismo. Dessa última vez fomos pro Sul (Serra Gaúcha, Florianópolis e Curitiba) - claro que foi um parto de ourico conseguir reservar tudo, pq muitos dos lugares nao aceitavam cartao de crédito emitido no exterior, pq a enorme maioria dos sites nao mostra preco, pq as pousadas de Gramado/Canela/arredores cobram uma exorbitância, em relacao ao que oferecem (tanto que riscamos Gramado e Canela rapidinho da lista).
Mais uma vez, o preco de restaurantes e afins me assustou; pagar mais de R$100,00 por um peixe com molho de camarao (e vieram QUATRO camaroes no tal molho) num restaurante supostamente bom em Floripa azedou meu dia, além de constatar que um panfleto da Serra Gaúcha mentia - imaginem que legal programar um passeio, com base no folheto novinho cheio de fotos e chegar no lugar e o prédio que aparecia nas fotos ser um canteiro de obras abandonado? Fui pedir informacao, achando que tinha errado o caminho, mas naaaaaaaao.
De acordo com a representante da Secretaria de Turismo ou algo que o valha, "o rapaz que comprou o prédio nunca terminou de reformar, deu um problema". Cazzo, pra que colocar foto num panfleto e incluir o lugar num roteiro de prédios históricos, com descricao de tudo o que se pode fazer dentro dele (visitar, comprar geleias e queijos artesanais, ver como os tropeiros faziam suas compras blablabla), se na verdade é um canteiro de obras e a obra nao tem previsao de ser concluída???
E perguntei a essa pessoa qual o caminho pra chegar num mirante, já que o mapa fornecido pela Secretaria era ruim e obviamente cheio de erros, ela me disse "ah, desce essa estrada aqui e pede informacao mais pra frente". PQP. Haja boa vontade e paciência pra fazer turismo no Brasil.

sam disse...

Foreign passenger, now you can buy Gol's tickets with your American Express Card, Mastercard, UATP or Visa. Gol only operates with banks which are part of the MasterCard SecureCode or Verified by Visa system. In the event of any questions contact the customer service center of your bank credit card issuer.

fui pro brasil em fevereiro e comprei minhas passagens online. Deu tudo certo