sexta-feira, outubro 15

Nessas horas eu sou holandesa!


Ainda devo o post das férias em Amalfi, mas eu quero adicionar umas foteeenhas, e aí leva tempo, né? E eu tô bem apertada de costura, povo!

De hoje em diante, vivarei a casaca e, no Brasil, usarei da minha cidadania holandesa para não morrer de vergonha. E quando vierem reclamar que a situação tá preta, vou dizer: mas vocês tem o Tiririca, então pior que tá não fica!

Eu acho certas coisas nessa campanha política preocupantes. Primeiro é como o negócio desandou nesse segundo turno, como a baixaria tá descendo a níveis alarmantes. O que mais me choca é que a mídia, que antes tentava pelo menos disfarçar a preferência por um candidato, agora nem se preocupa mais em ser discreta, tá na cara quem apóia quem.

E esse negócio de ficar trazendo religião pra campanha política. A Dilma é atéia? Bom pra ela! Eu não quero um político que pode ter um religião diferente da minha tomando decisões baseado na fé dele. Cortar os anticoncepcionais do posto de saúde, já que Deus manda não se evitar filho; ou distribuir camisinha só pra quem é casado, afinal não se deve fazer sexo antes do casamento; ou fechar o comércio aos domingos ( ou sábado se for judeu ), etc etc etc. O Estado é LAICO, então porque é que o horário político mais parece uma discussão teológica?

E tem mais. Praticamente todos os brasileiros morando no exterior com quem eu conversei, bloguei, twittei, Marinou. Putz, Gisele Bunchen Marinou! E quem é cool Marinou, tipo o Caetano ( Caetano é cool? ). Pô, uma das comadres Marinou total! Aí, comparando a plataforma política da Marina com a dos outros candidatos, e o histórico político dela, você pensa que os quase 20% que votou nela vai Dilmar, mas não! Os Marineiros fumaram um backzinho ( todo natureba e orgânico, enrolado em papel reciclável ) e agora resolveram Serrar, o Mr. Burns brasileiro, que vai transformar São Paulo no Estado mais maravilhoso do mundo ( tomara que o preço do meu apartamento triplique ) e vai dar lá umas migalhas pro resto do país, incluindo a Bahia dos Marineiros!

Sabem, no Brasil o povo perdeu a noção de como o país cresceu no governo do PT. Sim, começou com o governo FHC, mas gente, o país de 8 anos atrás é uma pândega comparado com o de agora, o país das possibilidades! A impressão que eu tenho é que o brasileiro só quer ouvir que alguém vai criar alguma bolsa-sei-lá-o-que pra dar uns tostões pra ele. Tenho um primo que twitta que vota Serra e que ele, com 4 filhos, nunca viu o tal bolsa-educação ( ou sei lá como chama ). Gente, a primeira mulher dele, que ficou com os filhos no divórcio, é filha de uma das maiores fortunas do nordeste, o pai é dono de construtora, aqueles filhos dele NADAM na mordomia. Fico feliz em saber que a verba pública não vai pra quem não precisa. E ele mesmo, que tem um filho do segundo casamento, não é pobrezinho, tem carro, tem moto, roupinhas da moda, não precisa de tostões do governo não.

Quando eu estou no Brasil me perguntam das escolas aqui, dos hospitais, de aposentadoria, de seguro desemprego, e a Holanda parece o Wallaha. Mas aí, quando eu digo o preço de tudo isso, ficam escandalizados. A começar que a gente nem deveria comprar a complexidade de se governar esse paiseco com o mundaréu de terra e gente que é o Brasil, né? Mas quando eu digo que meu irmão paga 27,5% de imposto enquanto eu pago 52%, neguinho se escandaliza. Então, será que a escola pública holandesa é mesmo pública? É nada, eu, você, o vizinho, nós somos donos daquela escola, ué. O hospital público é público? É nada, além dos meus impostinhos, eu pago mais 100 euro-mangos por mês ( 1200 euro-mangos por ano! ). E a aposentadoria? Ela só virá quando eu tiver 67 anos ( meu pai se aposentou oficialmente aos 51 no Brasil ), e eu já estou pagando uma mensalidade para complementar o valor pago pelo governo ( Bart paga desde os 24 anos de idade! ). Neguinho quer ter os benefícios holandeses pagando imposto brasileiro!

Mas então. Comecei falando do Dunha e terminei falando do Locha.

Bom findi procês povo. E lembrem-se: pior que tá "num" fica!

3 comentários:

tsantos disse...

Adriana. O Brasil eh um pais muito grande, entao eu acredito que o modo que se olha para o pais deve ser bem diferente. Nao posso falar sobre os outros estados brasileiros, mas sobre a minha cidade (Belem-Pa) eu digo que ficou insuportavel... Suja, mal cuidada, sem nenhum investimento e com indices de violencia que superam muitas outras capitais que sao bem maiores que Belem... Tudo isso aconteceu de 8 anos para ca quando o governo do PT entrou... Fora que os ultimos 4 anos foram do governo Petista, o que deveria melhorar a situacao...

Liliane Gusmao disse...

Pois é, vergonha de toda essa baixaria rolando como se fosse isso o que importa. No último debate ficou claro para mim quem trazia os temas relevantes para o debate de propostas e quem trazia a tona crenças e posicionamentos pessoais!
Uma tristeza se instalou em mim ao ver que apesar de continuar atrás há uma tendencia ascendente nas pesquisas que favorecem o PSDB. Estou em plena campanha e peço licença para linkar teu post lá no meu blog.
beijos

Jaboticaba Preta disse...

A midia brasileira sempre foi parcial. E ai de quem falar mal dela.

Desta vez o PT errou feio ao pedir censura da imprensa durante o 1o turno. O partido ainda nao aprendeu com os erros do passado. Me refiro ao episodio do jornalista que chamou o Lula de bebum.

Ja o PSDB nao tem candidato com carisma suficiente para competir com Lula (Dilma nao passa de figurante). Quem sabe no futuro, o partido encontre alguem com carisma mais forte.