terça-feira, outubro 12

Ughhhh...

Voltando ao trabalho já me vejo atolada até as orelhas, saindo de novo às 7 todas as noites. Não sei o que me incomoda mais, é o fato de voltar às horas extras ou o de não me surpreender que isso tenha acontecido.

Nada de novo, e as novidades são más novidades, ou coisas que só me fazem ficar mais desanimada. Ah o OldFart... tá lá o OldFart. Ele se péla de medo de mim, me evita até. Agora vejam a OldFartisse do OldFart. Ele foi pra tal feira com o J, um dos meninos do meu grupo, que eu mandei no meu lugar já que o budget já havia sido aprovado. J é todo mauricinho, bonitinho ( ele não é muito alto ), mora com a B. já a quase 4 anos e é apaixonadíssimo pela namorada.

Eis que ao voltar da feira, o OldFart senta na mesa do almoço, onde ele nunca é lá muito bem vindo, e diz em tom jocoso que teve que sair a caça do J na feira porque ele fez um baita sucesso com as moças dos stands, e que ele aproveitou, se é que vocês entendem. Puta comentário infeliz, né? Afinal, se fosse verdade o cara deveria é ser mais camarada e calar o bico pras (supostas) indiscrições do colega. Acontece que a gente sabe que isso é um absurdo, porque a gente já conhece o J há bastante tempo e sabe do absurdo que é esse comentário.

Eis que, por uma pessoa de outro departamento, que foi na mesma feira, fiquei sabendo que quem chafurdou nos decotezões foi o OldFart, que ele sumiu com câmera do departamento e chave do carro por 2 horas, e foi encontrado no stand da Mercedes ensinando modelete a falar "I love you" em holandês. Agora me digam, cês conseguem imaginar a "pateticidade" da situação? Imaginem aí um profissional sério, uma pessoa normal, vocês conseguem imaginar esse profissional sério tentando ensinar 4 modeletes fajutas a falar "I love you" em holandês? Então... sintam o drama.

E vejam, a empresa alugou um Astra zerinho, dos novos. Ele pediu pro J se ele podia ir dirigindo, estavam em 3 no carro, um rapaz de outro departamento também foi. Tiveram que pedir duas vezes pra ele parar porque o cara tava dirigindo que nem louco e na segunda vez um deles assumiu o volante.

É com um dos rapazes disse: o OldFart é um adolescente de 50 anos, e isso é triste, muito triste. Ele é arrogante com todo mundo, como só um adolescente é. Ele vai atrás das menininhas "out of his league", ignorando o espelho que reflete um véio baixinho, gordo e careca; ele dirige que como se fosse o bonzão, sem pensar que ele tem 3 crianças em casa dependendo dele e que é burrice se arriscar numa dessas autobahns alemãs.

Poucas coisas me dão mais asco do que véio-tigrão. Pouquíssimas.

6 comentários:

Alice disse...

Fiquei esperando vc falas da bota...
Comecei o meu: http://1ou2palavrinhas.wordpress.com/
Vou querer aulas!

vcdarcie disse...

Me pergunto como um cara como esse conseguiu esse emprego? E como ninguem ve isso e nao manda o sujeito embora? Injustiças....

Samantha disse...

Aiiiiiiiiiiiii Dri eu também digo isso... Véio-babão nojento é f...

Lili disse...

Estou aqui esperando ansiosamente pelo post derradeiro com o título "O fim do OldFart". E aí? Quando é que vão arrancar as asas dele (pq cortar, pelo visto, não adianta)??? Será que ninguém vai chamá-lo num cantinho e dizer o quanto ele é insuportável? Estão todos passando por um karma coletivo, só pode ser isso!

Daniela Pedrinha disse...

Imagina o micão que esse cara pagou lá, fico imaginando a cara do pessoal que foi com ele tendo que assumir que essa COISA trabalha na mesma empresa deles. Vergonha alheia mode on....

Jaboticaba Preta disse...

Esse deve ter um mega dragao em casa e deve estar na crise do lobo! Sorte pra vc!