quinta-feira, janeiro 12

Como procurar um emprego na Holanda

Ando muito, muito apertada de costura, tá difícil postar, mas duas leitoras me escreveram entre dezembro e a semana passada perguntando sobre o mercado de trabalho, como conseguir emprego aqui na Holanda, então deixa eu matar dois coelhos com uma cajadada só.

A difículdade em conseguir um emprego aqui na Holanda depende de vários fatores: quão especializada é sua área ( ou se você só quer um emprego simples pra ajudar no orçamento ), onde você vai morar ( empregos são mais abundantes na Randstad – joga no google ), e principalmente, como está a economia do país. Desnecessário dizer que sem falar inglês bem, as chances são pequenas.

Eu fiquei 2 anos procurando emprego: morava em Eindhoven, não aceitei as ofertas para emprego mais simples que apareceram, e o país estava em crise.

Nós, os imigrantes, via de regra já começamos com a desvantagem de sermos o "de fora", de na maioria das vezes não falamosr holandês fluente, de termos um CV com universidades e empregos anteriores que eles nunca ouviram falar. A barreira cultural a se transpor é grande, por isso na maioria das vezes, se no fim de um processo de seleção está entre um holandês e a gente, empatadinho, a vantagem vai pro holandês.

Não há solução então? Sempre há. O negócio é virar o jogo a seu favor, procurar empregos onde seu idioma natal ajuda, ou empresas que estão diversificando procurando empregar mais estrangeiros, ou então empresas – e agora são bastante delas – que estão investindo no Brasil.

Não vou mentir, estamos vindo de um ano bom para quem estava procurando, aliás, nesses meus 9 anos de Holanda 2011 foi o melhor pro mercado de trabalho, e estamos entrando novamente num ano de crise. Quem está procurando agora vai ser difícil. E muito provavelmente os empregos que aparecerem agora serão sem contrato fixo.

*** Pausa para explicação: aqui você pode ganhar contrato temporário de alguns meses, um contrato de um ano, ou contrato sem data de término, esse último é o tal contrato fixo. O que te dá mais segurança é o contrato fixo, existem vários impecilhos para a empresa demitir esse funcionário, e se você estiver pensando em comprar uma casa, é difícil aceitarem sua renda se você não tiver um contrato fixo.  É comum oferecerem um contrato de um ano com possibilidades de renovação, e se a empresa for idônea e seu desempenho for bom, vão te oferecer o contrato fixo quando o primeiro ano acabar. ***

E como começar a procurar emprego? Se você quiser só um emprego simples, o mais fácil é entrar para empresa que terceiriza mão de obra, a palavra em holandês é detachering. Algumas das mais famosas: tempoteam, ranstad, addeco, undutchables, yatch, manpower ( mão de obra de nível mais alto ).

E os outro empregos? Estarão na monsterboard.nl, intermediair.nl, nationale vacature bank ( googa aí ), e nos sites das empresas. A maioria vai estar nos três primeiros sites acima, mas procurar as empresas maiores da região e deixar um CV no site pode render bons resultados – foi assim que eu consegui meu primeiro emprego.

Capriche no CV, pode ser em inglês mesmo, holandeses não são tão rígidos com formatos de CV como brasileiros. Hoje em dia o povo sempre coloca uma foto para abrir o CV e holandeses sempre mencionam os hobbies ou atividades extras no fim ( eu acho essa prática bizarra, mas aqui é de praxe, tipo personal interests: mountain biking, tennis champion, fishing ). Saiba que o entrevistador não pode perguntar sua idade ( e você não precisa mencionar no CV ), não pode perguntar se você é casado, e muito menos se você quer engravidar. Se você for para uma entrevista e te perguntarem isso tudo, cai fora que é empresa chave de cadeia.

E Adriana, eu vou ficar rica trabalhando na Europa? Na Holanda, difícil. O salário mínimo gira em torno de Euro 1000, um pouco mais alto ou baixo dependendo da sua idade. Os impostos são pesados e escalonados, assim um baita salarião vira facilmente um salarico marromenos. Os salários são negociados com base anual, um mês extra de férias é pago em maio, décimo terceiro não é obrigatório mas muitas empresas oferecem. O empregado tem ao menos 25 dias úteis de férias por ano, podendo chegar a 40-42 juntando com ADV ( outro dia eu explico o que é ADV ). Eu sou muito sortuda e tenho 40 dias úteis de férias por ano. Algumas empresas oferecem participação nos lucros, que gira em torno de 5% do seu salário bruto anual.

Muito cuidado ao se empolgar com um salário anual, não tenha vergonha em pedir para calcularem o valor líquido mensal para você. Um salário de €50 mil por ano não vai render mais que €2300 - € 2500 líquido no seu bolso por mês. Pergunte se a empresa paga seu Pension Fonds, pergunte se dão passe de trem / ônibus ( caso você precise ), se tem vantagens no seguro-saúde. Entenda bem o pacote de benefícios.

Vá sempre a sua entrevista bem vestida, JAMAIS apareça de jeans ( a não ser que você se candidate a peão de linha – o que paga bem aliás ), ache o equilíbrio entre falar que nem uma maritaca e ficar parada lá sem dizer nada, não se atrase ( eu ía para alguma lanchonete perto do lugar com pelo menos 1 hora de antecedência só para evitar tragédias ).

E para fechar, uma ressalva. Tudo isso aqui vale pra quem tem visto de trabalho ou é cidadão europeu. Não faço a menor idéia de como conseguir empregos ilegais e ouço que praticamente não há empregos ilegais na Holanda. E para quem está no Brasil e quer vir pra cá, é um pouco mais difícil mas é possível. Normalmente o recrutamento é feito aí no Brasil mesmo, mas procurar daí nos mesmos sites que eu indiquei acima também funciona. Mas vou ser sincera, não é fácil, pois a empresa tem que provar que não encontrou na Holanda o profissional que está trazendo de outro país.

Bom, se alguém quiser deixar alguma dica ou pergunta nos comentários, vou tentar responder por aqui mesmo, e-mails só vou encontrar um tempinho no findi.

Em tempo, pra comadre Holandesa, que está passando por mais uma reestruturação na empresa, muita força na peruca. Depois de ler seu post ontem, sinceramente, eu faria o possível pra ficar na empresa pelo menos esse ano, afinal estamos entrando em crise, mas depois disso dava um belo pé na bunda dessa meleca de Philipona. Caramba, que meleca é essa de fazer os funcionários passarem por esse estresse todo a cada 12, 15 meses? Ninguém merece e devia ser contra a lei.

18 comentários:

S. W disse...

Estava pensando em escrever sobre isso, vou para o meu segundo emprego na Holanda. Beijos

Alice disse...

Engraçado, eu sempre vou de jeans...

Vivi em UK disse...

Otimo post..super franco.

Holandesa disse...

Pois é, pois é...

helga31 disse...

Maravilhosa Dri sigo sua fã number one ...amo teus comentarios apenas sinto falta de fotos dos gatinhos cuja chegada acompanhei .Sucesso amiga muita Paz e Amor

Denise Fernandes disse...

Adriana, eu fui umas das pessoas que te escreveram a perguntar sobre trabalho na Holanda... Adorei o seu post sobre o referido assunto! Muito obrigada pelas preciosas dicas... Achei o seu blog por acaso na net e saibas que sou sua fiel seguidora... Gosto da forma direta como escreves... um beijinho carinhoso daqui de Portugal

Marcia disse...

Eu já vi gente ir de jeans a entrevistas aqui, mas não gosto, não acho profissional, mesmo se for um cargo mais informal. Agora chato é trabalhar em país tipo Inglaterra, onde só rola jeans na sexta-feira ( e nem são em todos os lugares), seja qual for seu cargo. Para quê, meu Deus?
Para cargos de informática, algumas empresas contratam programadores e desenvolvedores de software que sejam de fora da União Europeia, entre elas Booking e Tom Tom, mas creio que este ano muitos holandeses vão precisar desses empregos.

Daniel Barbosa disse...

Olá, Adriana, sou Daniel e ainda moro no Brasil. Gostaria de saber quanto a trabalho autônomo, como funciona? Sou Engenheiro Eletricista, faço projetos e executo serviços de instalação, quais chances eu teria?
Agradeço desde já.
Abraço.

Ana Dias Ferreira disse...

Cara Adraiana, li o seu Post e fiquei muito interessada.
Estou em Portugal, onde estou desempregada de Estudos de Mercado , tal como o meu marido que é Designer Gráfico.
Vivi uns anos em Inglaterra, onde fui Nany e, resolvemos agora voltar a emigrar, mas desta vez para a Holanda, como couple live-in. Como Nany/housekeeper e handyman.
Como e em que sites me posso inscrever?
Teremos algumas hipóteses?
Abraço,
Ana.

Ana Dias Ferreira disse...

Cara Adraiana, li o seu Post e fiquei muito interessada.
Estou em Portugal, onde estou desempregada de Estudos de Mercado , tal como o meu marido que é Designer Gráfico.
Vivi uns anos em Inglaterra, onde fui Nany e, resolvemos agora voltar a emigrar, mas desta vez para a Holanda, como couple live-in. Como Nany/housekeeper e handyman.
Como e em que sites me posso inscrever?
Teremos algumas hipóteses?
Abraço,
Ana.

Via disse...

Super seu blog, parabens!
Gostaria de uma ajuda. Tenho permissão pra ficar na holanda agora por 5 anos e estou louca a procura de emprego. O problema é que eu nao sei falar outra língua, somente português. Se vc tiver alguma informação sobre agradeço! Um abraçao!

victoria lopes disse...

Conseguir emprego para geóloga é difícil?

victoria lopes disse...

Conseguir emprego para geóloga é difícil?

fina flor Silva disse...

oi DRi, parabéns pelo blog.
Sou professora aqui no Brasil, estou pensando em arriscar pelo mundo e escolhi a holanda. Qual tipo de emprego encontraria aí mais fácil e de imediato? por onde começasr? obrigada

fina flor Silva disse...

oi DRi, parabéns
sou professora no Brasil, mas quero me aventurar em busca de novos rumos. escolhi a holanda pra começar, pode me dar dicas de por onde começar procurar emprego aí.

obrigada

Antonio Carlos disse...

Aqui no Brasil eu trabalho na Vivo Speedy,banda larga de internet,sou Técnico adsl.não sei se ai na Holanda tem o mesmo sistema que o nosso aqui.pois queria saber de vc se for possivel me passar sobre a telecomunicação que tem ai na Holanda.fico desde já Grato.
Antonio Carlos
acarmadinejahu@gmail.com

Unknown disse...

Estou procurA de trab aqui na holanda estou ca 5 meses nao falo holandes e ainda nao consegui nada estou desanimada vivo em den haag pode me ajudar

Juliana Rocha disse...

Vou acompanhar meu marido que está sendo contratado por uma empresa holandesa.

Devemos nos mudar em breve.

A pergunta é, consigo trabalhar sem maiores empecilhos??!

OBS: Não mencionando o idioma que vou ter que aprender :/