sexta-feira, fevereiro 27

What-ever

Tjá, como diriam os holandeses.

Eu não posso falar nada sobre bebês, mães, gravidez, parto aqui que o povo já acha que eu estou me digladiando para decidir se terei ou não filhos, ou que eu estou fazendo alguma apologia anti ou a favor da maternidade.

Kom op Pípol, esse barco já zarpou! Já pensei, matutei, e tomei minha decisão, que é íntima e não será discutida aqui. Estou certa do que quero, foi um alívio ter finalmente decidido, e a vida continua!

Uma grande amiga acabou de ter bebê, outra com quem troco e-mails frequentemente idem, e assim como comento aqui de outras coisas do meu dia-a-dia, comentarei aqui das minhas amigas mães de primeira-viagem.

Ah, povo, A gente muda com o tempo. Eu não me conformava da mulherada vir pra cá e viver às custas de marido, morria de medo da holandesada achar que somos todas assim e isso acabar prejudicando minhas chances de conseguir um bom emprego. Sei lá se prejudicou, vai ver que sim, mas no fim, custou mas cá estou eu, com meu empreguinho, minha casinha, minhas viagenzinhas... Falta meu carrinho! Tenho momentos de grandes preocupações, como agora com essa crise, mas no geral, sou bem feliz.

Acho que no fundo eu tinha a ilusão de que alguém fosse mudar de opinião só porque eu escrevi alguma coisa no blog, mas até parece que a fulana que acha um "privilégio" ter um marido que a sustente, vai mudar de opinião só por minha causa. Ho ho ho.

E no fim, a vida é assim, a gente acha que é A hoje, amanhã achará que é B. E cada um vai escolher o que fazer das suas vidas, independente de eu, ou de alguém pensar ao contrário. E eu vou continuar me achando no direito de não ter muito contato com as "mãezuxas", afinal não partilhamos dos mesmos valores, então o que se ganha em ficar dando murro em ponta de faca?

9 comentários:

lilian disse...

Olá Dri!!

Mulher seje feliz!!!!!!!!!! Tendo ou não filhos.

Abraços

Lílian Moreira

Kate Le Fay disse...

É isso aí Dri! Bjos

Andrea disse...

O que essa gente acha, no fundo, eh que toda mulher quer ter filhos, algumas so nao admitem. Entao qualquer comentario a respeito de gravidez, maternidade, etc, vindo de quem nao tem filhos, eh, pra elas, sinal de que voce so pensa nisso, ou esta arrependida, dividida, o que quer que seja.

Eu optei por nao ter filhos, liguei as trompas ha anos, muita gente sabe. Pois nao eh que eu nao posso achar um bebe ou crianca bonitinho, que vem gente me dizer que eu me arrependi da minha decisao? Ou entao se comento que minha vida eh muito boa sem a trabalheira de criar filhos, ou que crianca eh um bicho bastante chatinho boa parte do tempo, nao falta genio pra vir analisar - dizer que eu preciso ficar reafirmando e justificando minha decisao, que nao devo ter la muita certeza dela, etc etc.

Li um comentario aqui no seu blog ha um tempo, alguem disse que pra quem nao sabe se quer ou nao filhos, voce fala muito no assunto. Eh, povo, filho eh uma decisao seria, merece mesmo todo o ponderamento (essa palavra existe?) do mundo. Errado eh te-los so porque 'todo mundo' tem, ou por um ataque de quero-quero, sem pesar consequencias.

De mais a mais, se as 'maezuchas' fossem as santas que pregam ser, e que a sociedade as considera, as estatisticas de abuso de criança nao seriam o que sao. A verdade cruel eh que a maioria dos maus tratos e abusos sao cometidos pelos pais.

Nadja Saori disse...

Olá!
Bom, sou da opinião de que nào podemos depender de mais ninguém além de nós, afinal, não sabemos o futuro... nunca! Minha tia dependia do marido, havia largado a facul para ficar com ele, até que muito e muuuuitos anos mais atrde, ele a largou por outra... Ela já beirava os 50 anos, não tinha formação, nem emprego... dois filhos para criar ( pagar faculdade) e apenas idéias na cabeça... de como sair disso.

Tem gente que quer isso mesmo... nao entendo, mas não as julgo. sao diferentes de mim e não almejo ser como elas sào, gosto de lutar pelo que quero, meus objetivos... não pretendo fazer de um futuro marido uma "perna "minha, não substituo alguém por uma parte de mi, acho que ter alguém é adicionar a si.... e nao deixar que a pessoa substitua o que vc representa para si mesmo...

Anônimo disse...

Dri, cada um tem suas vontades, seus desejos, suas ansiedades, suas metas ,seus medos e por ai afora....
Sendo assim ,temos q nos conhecer pra saber o q nos deixa e nos faz feliz!
O q eh bom pra um nao quer dizer q seja bom pro outro.
Cada um seja feliz a sua maneira.

Sheila disse...

E o( a ) anonimo ( a) disse tudo, na minha opinião. O que é bom para uma pessoa pode não ser tão boa para outra.

Uns querem muito um filho, outros não. Uns querem fazer carreira, outros não pensam nisso.

Não acho que isso poderia ser um impedimento para uma bonita amizade. Afinal, as diferenças estão ai para serem compartilhadas...

Um abraço.

Ana disse...

A realidade dura e crua é que a grande maioria quer ter filho e torra a paciência dos outros pra fazer o mesmo. Façam a estastisticas (junto com a estatistica das dondocas que eu sugeri outro dia e que gerou tanto despeito e protestos das mygushas) e vocês verao que se trata da maioria esmagadora.

Anônimo disse...

Ui, que tema mais "boring"! Mas por que as pessoas tem mania de acharem que o que elas fazem são o correto e o que os demais fazem não são? Gente, quem quer ser dondoca que seja, quem quer ter filhos que tenha, quem quer abrir mão de uma carreira pra babar a cria que abra, quem quer viver as custas do marido que viva. O que eu tenho a ver com isso meu povo?
Isso muda alguma coisa na minha vida, pra melhor ou pra pior? Definitivamente não. Isso é algo que não me preocupa nem perderia tempo discutindo em blog, se tivesse um, mas cada um sabe o que faz.
Beijos
Michele

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,