quarta-feira, julho 27

E depois os subdesenvolvidos somos nós


No jornal, hoje, a notícia dos holandes que deixaram três crianças de 7 meses, 2 e 4 anos num barco e foram jantar num outro barco. O barco desatracou, ficou a deriva e foi achado por um pescador que chamou a polícia pra socorrer as crianças. As crianças estavam assustadas e com fome, foram alimentadas na delegacia. Os pais deram as caras depois de 3 horas. Foram pro xilindró e pagaram fiança.

Fiquei horrorizada, o que passa na cabeça de pais que deixam as crianças dentro de um barco, num lugar desconhecido, onde ninguém entende o que eles falam, podendo cair na água, o barco pegar fogo… Ah, mas deixaram um rádio com o mais velho ( de 4 anos!!! ) e o que a criança vai fazer, ligar e dizer pro "papa" "papa: tô queimando - papa: tô me afogando"?

Traduzi a notícia pros colegas, achando que eles fosse também se chocar, e achando que a atitude desse casal é uma exceção, um casal de doidivanas, e eles não acharam não nenhum absurdo, "ah, se o outro barco tava perto…", e disseram ainda que costumam deixar o bebê em casa dormindo e com o baby monitor vão até o vizinho jantar numa boa. Um disse que as vezes até dá uma corridinha no mercado, que fica no fim da rua. Adriana ouvindo de boca aberta.

Quantas vezes, na casa da minha tia, chegava a vizinha pra conversar no portão e ela dizia: entra que eu quero ficar de olho no nenê… Imagina que a gente ía deixar a criança sozinha, acordar assustada com alguma coisa e estar lá, sem ninguém pra acudir...

Lembram do caso Madeleine? Os pais deixaram a menina no quarto para ir jantar, eu fiquei chocadésima dos pais deixarem as crianças sozinhas, mas pelo jeito por essas bandas de cá isso é normal.

Eu contei pra eles que pela lei, se você deixar a criança em casa e for no vizinho jantar, tocar um policial e a criança estiver sozinha, você, assim como o casal de holandeses, pode ser enquadrado em abandono de incapaz, e vai pro xilindró. Eles acham que a gente é louco e não tem o que fazer.

Eu acho relaxo. Comodismo. Vou dizer: acho vagabundagem de gente que não devia ter colocado filho no mundo. Quer ter toda a liberdade do mundo,faça como eu: não tenha filhos.

Tô louca povo? É normal deixar a criança sozinha pra ir saracotear?

5 comentários:

Simone Westerduin disse...

Eu nao desgrudava o olho quando era au pair por nem um segundo, imagina ia ser ainda pior que os filhos nem era meus. Mas meu marido disse que se for rapidinho,qual o problema... ai meu sais viu.

beijos

Jaboticaba Preta disse...

Acabei de ler a matéria no Telegraaf e o povo ta descendo a lenha nos pais das crianças. Acho que (como já vi muitas vezes) os holandeses do teu trabalho não querem dar o braço a torcer para estrangeiro dai ficam minimizando o fato. Mas entre eles, a reprovação é total.

Kenia Mello disse...

Aqui entre nossos amigos holandeses, todos, sem exceção, reprovaram a atitude dos pais.

Rose e Lisa disse...

Oi,
não sei se você viu a matéria do ED, mas os pais são de Eindhoven...


http://www.ed.nl/regio/eindhovenstad/9187452/Eindhovense-ouders-laten-kinderen-op-boot-Brazilie-achter.ece


bjs e bom final de semana.

Marcia disse...

Os pais são loucos e pagaram uma fiança ridícula para escapar da cadeia. PQP, barco?? ÁGUA?? Oi?? Será que eles não sabem que uma criança pode se afogar em segundos? Tem gente que devia ser castrada, credo.