sexta-feira, maio 8

Desembanhando

Amiga Alice está fazendo Weight Watchers e está emagrecendo bem, o que me animou a mais uma vez encarar o programa.

Ontem eu estava online procurando cardápios e livrinhos e todas as informações possíveis, e Alice ficou brava, disse que ao tentar evitar as reuniões eu estava me boicotando.

Fiquei brava também, e expliquei que na verdade eu estava é evitando meu auto-boicote.

Explico.

Antes de operar o estômago, eu tentei absolutamente todos esses programas weight-watchers-alike. Meta Real, Peso Ideal, CCA. Além dos Vigilantes, claro. Acontece que tudo, absolutamente TUDO nessas reuniões me desistimula e me irrita.

Começa que você chega e vai se pesar. Tem sempre uma fila.

Gorda da Frente: - E aí, como foi a semana?
Adriana: - Ótima
Gorda da Frente: - A minha foi péssima, enfiei o pé na jaca.
Adriana: - Hmmm
G da F: - Tive um casamento no buffet mais chique da cidade, até Lagosta Termidor teve. Ai ai... que estrago...
Gorda de Trás: - Ai menina, antes comer em festa do que como eu: minha mãe está com câncer, fiquei deprimidíssima, e quando estou deprimida sempre ataco os chocolates... Vou com ela todos os dias na quimio, e enquanto espero, devoro uma barra de Milka.
G da F: - Ó querida, não se martirize, no seu caso é compreensivel.
G de Trás: - Mas você ía dizendo que sua semana foi ótima, você conseguiu ficar na dieta a semana toda? ( olhando pra mim )
Adriana: - Ah não, pelo contrário. Tive um fornecedor Alemão que ama feijoada, e me levou almoçar no Bolinha! Feijoada do Bolinha de graça!!!! Me deliciei com as pururucas, me acabei na feijoada em si, tomei caipirinha bem docinha... Realmente, uma ótima semana, sorrio até agora ao lembrar do banquete!

O simples fato daquelas adultas sentirem que devem se justificar por terem cedido à tentação, ou ficarem arrumando desculpas para terem saido da dieta me deprime imensamente. Imensamente.

Nós, gordos, comemos porque gostamos de comer. Pronto. Existem vários fatores que podem nos levar a comer exageradamente, ou a quebrar uma dieta, mas no fundo, no fundo, comemos porque gostamos. Tem gente que ao se deparar com uma situação difícil, vai pra academia malhar. Vai porque gosta de malhar, as endorfinas ou se lá o que da malhação os acalmam. Outros bebem. Alguns compram. Fumam. Eu, e TODOS os gordos, comemos.

Aí fica o gordo lá se enganando, procurando o culpado pela comilança dele, culpam suas mães ( como eu fiz muitos anos )...

*****
Momento filosófico:

Minha mãe odeia gordos, sempre odiou, e infernizou minha vida por 30 anos, 12 dias e 4 horas por eu ser gorda. Claro que eu acabei no psicólogo tentado descobrir o porque da comilança. E é claro que o motivo acabou sendo minha mãe. Isso que é frustrante. Você aí colega, grávida, ou com seu bebezinho, ou com seus pestinhas já maiorzinhos, não importa o quanto você se esforce, o quanto você leia livrinhos de como criar bacurins, passe noites acordadas, conforte, dê remédinho pra cólica, embale pra dormir, leve pro ballet, natação, berimbau, aula de empinação de pipa... quando seu filho for adulto, e por algum motivo for parar num psicólogo, a culpa vai ser sua. Sua. Você que não apoiou, ou pressionou, ou traumatizou, ou sei lá mais o que. A culpa será sempre SUA.

Isso dito, minha mãe não foi fácil, mas sei que ela só queria me ajudar, e sei que ela achava que estava fazendo o melhor pra mim. E dizem que o que conta é a intenção, certo? Mas levei 34 anos pra chegar a essa constatação. 34.

****

Então, os Vigilantes.

O simples prospecto de passar 2 horas no meio de um bando de gordas holandesas caipiras ( porque isso aqui não é Rotterdam ou Amsterdam, é Noord Brabant, e aqui tem mooooito caipira ), a essa altura do campeonato, maio, todas laranjas de cama de bronzear, ouvindo as mesmas desculpinhas furadas, só que dessa vez nessa língua maldita, me arrepia. Minha força de vontade não vai tão longe.

Tanto o site do Vigilantes no Brasil quanto o daqui oferecem o auto-curso: você segue todo o programa normalmente, pode até ver palestras pelo computador, sem ter que ir às reuniões. Achei a idéia ótima. Até de férias em Tumbuktu você pode logar, pegar seu cardápio, e tentar seguí-lo

Resolvi então, pra evitar cair numa furadésima como o livro da Sonia Bakker, xeretar a internet pra ter uma idéia de como o método funciona. Comecei pelos livrinhos brasileiros, que achei no torrent. O programa é muito bom, você conta pontos, tem até uma cota de pontos "comfort" ( pra furar a dieta, sem enfiar o pé na jaca ), e o material de apoio é ótimo. Tem cardápios semanais, mas você pode fazer seu próprio cardápio, pois tem um livro com os pontos de praticamente tudo que se encontra no supermercado. Fora isso tem listas de compras semanais, diários de emagrecimento. Achei o sistema bom mesmo. Só que da forma como os cardápios brasileiros são elaborados, o programa é inviável aqui. Pelo menos aqui na empresa eu não tenho como comer uma refeição quente no almoço. No Brasil é fácil, num quilo qualquer, comer um pouco de arroz, uma carne, legumes, verduras, uma frutinha no final, mas aqui isso não existe. Por isso estou agora procurando uns cardápios holandeses, pra ver o que eles propõem para o almoço. E se for legal, vou comprar o pacote de iniciantes. Ele vem com livro de receitas, livro de pontos dos produtos locais, 4 cardápios semanais, livro de exercícios, dicas de como comer em restaurantes sem furar a dieta, e claro, um livro básico explicando como tudo funciona.

O que me anima, é que dessa vez não inicío um programa desses no mais absoluto desespero. Não estou arrasada porque tenho que emagrecer 45 quilos. Quero emagrecer 13 quilos, e quando a metade tiver ido, sei que já estarei com todas as roupas folgadinhas, o biquini menos feio, e os ânimos bem elevados pra continuar na dieta. Dessa vez quero emagrecer pra ficar mais bonita e saudável, e não pra deixar de ser um bofe, como eu me sentia antes da gastroplastia.

Eu acho que a estrada para resolver qualquer problema está em mim, e não em fatores externos. Não vou culpar ninguém pelas minhas pisadas na bola. Eu sou capaz, logo, quando falho, sou responsável também. A busca do "porquê" ( porque como tanto, porque engordo fácil, porque não resisto a tal comida ) pode levar décadas, e o "esclarecimento milagroso" pode ( e provavelmente vai ) nunca vir. Prefiro encarar o problema de forma mais proativa, sou ( gorda comilona ) assim e pronto. Tenho que aprender a comer melhor, a me controlar melhor, encontrar algum exercício físico que me pareça menos horripilante. Quando eu tiro a responsabilidade dos outros: da minha mãe, das anfetaminas, dos meus gens, das circunstâncias, essa responsabilidade recai sobre mim. E o que depende apenas de mim, e não dos outros, é mais fácil de controlar. E assim será.

11 comentários:

pacamanca disse...

Eu tava fazendo o Vigilantes de casa antes de engravidar, porque tinha entrado num plateau com a Chalene no qual mofei por quase tres meses. Também achei bem feitinho, e como aqui frutas e verduras sao otimas, a carne é ok etc, da' pra fazer legal. Essa semana recomecei, e comecei a Chalene também; tenho 15 quilos pra perder. Uhuu.

Juliette disse...

Gostei do post...quando a pessoa está bem resolvida com determinbado assunto, sem culpar terceiros parece que tudo flui. Com relação a mania que as pessoas tem de culpar a mãe ou a família por suas mazelas acho isso um saco...na verdade penso que nem psicólogo acredita mais nisso.

um abraço

Thais disse...

Adriana,desde que cheguei na Australia engordei 20 kilos. Cansei de ser gorda. Aderi a umprogramaexcelente que tem aqui, eles cozinham,picam as frutas, empacotam as comidas designadas para os respectivos dias e entregam na minha porta, pra semana inteira. Eu so tenhoo trabalho de abrir os pacotes e comer, nao tenho que pensar no que comer sem engordar muito, uma maravilha, sem contar que a comida e' uma delicia. Ja emagreci 10k. E salve Lite n Easy!!1

Andrea disse...

Puts, Thais, sensacional esse programa seu! Ai se tivesse uma coisa dessas aqui! Eu odeio cozinhar, entao pra mim seria ideal. Nao preciso emagrecer, mas tenho que me controlar pra nao engordar, pois adoro enfiar o pe na jaca, tomar um vinho, uma cerveja...

Adriana, perder gordura e muito mais facil adicionando a dieta ao exercicio, mas quem tem saco pra malhar regularmente, nao e? Se nao fosse uns programas que eu descobri de ginastica em casa, sem equipamento mesmo, eu teria virado uma bola esse inverno. Moro no Finlandia, e a escuridao dos nossos invernos me dao uma canseira...

Se tiver paciencia, procure online por George Louris (Busy Guy Fitness), Chris Lopez (Fit and Busy Dad), bodyweight exercises, The Stubborn Seven Pounds... tem muitos programas de equipamento minimo que dao excelentes resultados. Em poucas horas por semana.

O segredo desses programas sao exercicios que mexem grupos musculares grandes, e aceleram seu metabolismo, como agachamentos, flexao, remada, intervalos... sabe o que eu faço quando nao estou nem um pouco a fim de ir pra academia? uma sessao de cinco minutos: um minuto de agachamentos, um de flexao, um de agachamentos, um de flexao, um de agachamentos. Descanso, e repito a dose apos uns cinco minutos. Trabalha o corpo todo, e os efeitos sao visiveis!

Nadja Saori disse...

Oi Driiii! Adorei seu post, você é muito verdadeira e simpática e sua animaçao, pelos motivos certos, tem tudo para dar certo no seu objetivo.
Emagrecer nunca 'e f'acil, eu nunca precisei para falar a verdade, mas sempre acompanhei muita gente nessa luta, o que me parece é que existem mil coisas com as quais nos acomodamos que nos desequilibram, e muitas vezes, o que comemos, como comemos e quando comemos estao nessa lista.

Muitas vezes 'e nosso proprio organismo, mas em todas precisamos nos reeducar nas mais diversas areas e estarmos satisfeitos conosco para conseuirmos seguir adiante com as nossas metas, sejam elas quais forem!!!

beijooos

Cido disse...

Dri, bom sorte com o "projeto".
Dá um bico, eu sempre fui magrelinho, pau de virar tripa, sabe? Só fui engordar depois que cheguei na Dinamarca. Minha mãe fazia aquela "pulseirinha" com a mão dela em volta dos meus pulsos, me levava ao médico, me enchia de vitaminas, e eu lá magrelinho sempre. Meu "sonho maluco" sempre foi engordar.
Hoje tô legal, barrigudinho, mas antes assim que magrelinho como eu era. Tô indo pra academia, mas mais porque andava me arrastando de cansaço o tempo todo e sem energia pra nada. Tem me ajudado muito. Mas com a cabeça de hoje e sem mamãe buzinando na orelha (sim, ela fazia pelo bem), eu acho que aceitaria melhor minha "magrelice".

Marcia disse...

Discordo da Alice no quesito reuniões, e concordo com você. Assine o programa online daqui, é muito bom. Eles têm um gráfico onde você coloca todas as semanas sua perda de peso, tem muitas receitas, dicas...acho que custa uns 60 euros por três meses e depois, 15 euros por mês, mais barato que os meetings. Acho válido para quem gosta das reuniões, mas não é meu caso, sem falar que mesmo em Rotterdam há poucos locais com reuniões e nenhum perto de casa. Mas não estou seguindo maiso programa, estou seguindo o de uma nutricionista brasileira e já perdi dois quilos.
E sim, essa Sonja Bakker é uma furada só, ODEIO essa mulher, a vozinha dela irrita até a alma e te faz querer comer uma caixa inteira de bombons!

Marcia disse...

Ah sim, estou falando do Weight Watchers, claro! www.weightwatchers.nl

Monica Peres disse...

Sabe essa da tua mãe????
Pois meu pai falava a mesma coisa para mim!!
E muiiiiiiiiitos anos depois, em terapia por um outro motivo COMPLETAMENTE diferente, isso veio a tona já nas primeiras sessões.
Incrível, né?
Eu luto contra o peso até hoje, atualmente estou na velha amiga "anfeta" ...... mas já me convenci e conscientizei que gorda é a minha CABEÇA e não meu corpo, não importa o peso que eu esteja.
bj
e força!!

Pacake disse...

"Se somos inteligentes por que comemos tanto?" nem sei se existe um livreco com esse nome, mas se existisse mandava queimar em praça pública na hora! olha, eu não só sofro deste problema desde a minha infância, como ainda tive a pachorra de me especializar em "transtornos alimentares e obesidade" pós faculdade de psico. Cara companheira, como vc mesma já reparou, cada um tem seu sintominha de estimação. O velho e bom Freud os colocaria no rol dos sintomas orais: comer demais, falar de mais, fumar, beber e outros que tais que é melhor não citar neste seu blogg tão qualificado e que demostram uma grande alma e inteligência. Menina! como é dificel se haver com os próprios fantasmas do subsolo! eu acredito que a saída é o Desejo, não esse da força de vontade (ridículo isso), mas sim o desejo de viver na completude. O que demanda suportar a angústia das incertezas da vida e gera uma necessidade de descarrego de tensão. A comida é uma companheira algoz, seria bom se pudessemos fazer a Igreja da Gula sem Culpa (IGC) com rituais variados, nós todas magrinhas e a comida lá no altar, de santinha da história. A que ponto da civilização chegamos que temos que lançar mão de recursos completamente estapafúrdios para voltarmos ao peso orginal do projeto? olha...essa é uma "questã" de mais de metro prá responder, mas eu não deixo de achar que somos ridículos enquanto sociedade, porque produzimos o excesso para depois buscar a falta, coisa estranha né? vc tb. é fruto de um grupo, grupo que é tb. responsável pelo indivíduo, mesmo que a saída more no seu posicionamento frente ao desejo de usar as roupitchas tamanho 42 (esse é meu objetivo), nem falo mais em peso.
Torço por você e por todas nós que temos essa luta no mundo subterrâneo do Dentro Desconhecido (nome do lugar), mas tb. torço para que as pessoas olhem para o outro como complementaridade, com o olhar brando, porque no fim somos só diferentes manifestações da mesma Verdade. Tudo farinha do mesmo saco.
Boa sorte! bjca paulistoca,
Patricia.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,