terça-feira, março 17

Coisas Bizarras na Vida de um Imigrante

Então, ontem foi a reunião dos "vizinhos".

Eu esperava que a reunião fosse mais "pá-pum", mas não, todo mundo chegou e foi tomando chazinho, aguinha, batendo papinho, musiquinha no stereo, luzinha ambiente. E eu lá, cansadésima, querendo só resolver o assunto da cerca e ir colocar o pijama. Mas a bem da verdade, os vizinhos são legais dentro dos limites ( não viraremos bff, mas podia ser pior ), e a dona da casa tem um gatinho "Sheba" filhote, que foi para mim, a melhor parte da noite.

Mas chazinho vai, vinhozinho vem, demorou umas 2 horas pra entrarem no assunto da tal cerca, e é claro quem o fez foi a N., a vizinha que quer a cerca viva. E, achando que ali ninguém está acostumado com discursozinho manipulador, começou: eu sei que vocês responderam que querem tudo fechado imediatamente ( ironizando o fechado imediatamente fazendo vozinha de gralha ), eu gostaria que todos considerassem a opção da cerca viva, que deixaria tudo uniforme, sem falar que dá uma sensação de amplitude, e blá blá blá. Acostumada com o jeitão direto dos holandeses, que muitas vezes nós imigrantes achamos até rudes, fiquei esperando algum dos meus vizinhos dizerem que não gostaram da opção, uma vez que por conversas anteriores ( individuais ) eu sabia que era esse o caso. Mas para minha surpresa, ficou todo mundo ali calado, desviando os olhos para o chão, esfregando o pézinho no piso... Passou-se quase um minuto de silêncio constrangedor, e quando eu percebi que a N. ía já iniciar o discurso vencedor, eu não aguentei e me manifestei: olha, para mim cerca viva não é opção, o T. ( vizinho do lado ) tem um labrador, eu dois gatos, o cão vai ver os gatos, vai latir, os gatos se estressarão, isso não é vida. E N. disse: mas a planta cresce. E eu: demora dois anos, dá trabalho, junta bicho, os gatos podem subir por ela, não, não é opção pra mim. E o T. balançou a cabeça dizendo que concordava e que além do cachorro era preferência dele fechar tudo. A vizinha "transversal" C., que parece um quati mudo ( não ouvi uma palavra dela a noite toda ), também balançou a cabeça positivamente, e assim ficou decidido que seria tudo fechado. Entretanto, encurtando a história, pra deixar a N. menos infeliz, porque ela estava com uma cara de que tinha morrido alguém, o povo deixou ela escolher o "pal", e ao invés de concreto antracite, ela escolheu madeira "nobre". Agora vejam só, eu vou pagar mais ( a tal madeira é carésima ) pra ter uma coisa que não é minha preferência. Mas se ninguém quis se manifestar, decidi que não serei eu a chata. No fim, NINGUÉM saiu de lá 100% feliz com a escolha, já que a N. queria cerca viva e os outros 3 concreto com madeira, mas não houve indisposição entre os vizinhos.

O que mais me surpreendeu, é que parece que o povo tem medo do vizinho. Fiquei surpresa e desapontada com o medo de conflito deles. Sinceramente, eu espero que sejamos agradáveis uns com os outros, mas não busco amizade de jantarzinho e bate-papo com eles. Espero mesmo que a história da cerca seja a separação final, e que eu possa viver minha vidinha e decidir o que colocar na minha casa com meu marido e só.

7 comentários:

Fernanda disse...

Ui, eu sou assim … evito conflito até não poder mais.
Admiro vc ter sido tão direta (como os holandeses sempre são) e tb me surpreendi com o fato de eles terem ficados mudos sendo que não concordavam!!
Do jeito que eu sou idiota pra essas coisas era capaz de eu aceitar a birosca da cerca (ainda bem que Mick iria ao meu resgate!!! *rs)

Marcia-Rotterdam disse...

Esse negócio de "serem diretos" é meio que um mito. Quando a coisa é importante, eles enfiam o rabinho entre as pernas, pois ODEIAM conflito. E tem também essa coisa irritante de consenso. Oras, eu não teria deixado a mala resolver nada! Agora que vai ter madeira na cerca, é ela que vai pagar a sua conta do impermeabilizante que você vai ter que passar na cerca todos os anos para não apodrecer?? Eu hein...

Alice disse...

Welkom bij de poldercultuur!!!

Wilma disse...

È Dri, esta vida de condomínio, acho que se tornará se já não é, é a pior escolha. Como você disse, ninguém sai 100% satisfeito. Ainda bem que é só a cerca.

mariane b. da costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mariane b. da costa disse...

rsrsrsrsrsrs q blog xato en miga! faz um melhorzinho q vc ganha + xau tontona!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,