quinta-feira, junho 4

What goes around comes around...


Sobre a história do menino Sean. Eu acho meio óbvio o menino ter manifestado o desejo de continuar no Brasil, afinal, é a vida que ele conhece, e se nós, marmanjas, temos medo de mudar prum outro país, aprender uma nova língua, conviver com outros costumes, imaginem um menino de 9 anos! Mas… o menino tem pai biológico, que o quer, está brigando para tê-lo consigo por anos, e nesse caso, deixá-lo com padrasto, que não tem nenhum laço sanguíneo, ou com os avós, sendo que o pai está vivo, é um despropósito.

Nessa história toda, eu acho que o tremendo mau-caráter é esse padrasto. Primeiro, por ter se envolvido com uma mulher que sequestra o filho. Eu conheço algumas brasileiras que trouxeram seus filhos para a Holanda, e todas elas tiveram alguma dificuldade em conseguir o consentimento do pai das crianças, mas nem por isso elas raptaram seus filhos. É uma questão de caráter, e na minha opinião, não só a mãe era uma mau-caráter, mas o novo marido, que aceitou a situação, idem.

Fico me perguntando, se esse padrasto tivesse um pouquinho de consideração pelo próximo, colocar-se-ia no lugar desse pai ( afinal, o padrasto tem uma filha biológica, certo? ) e imaginaria a dor que deve ser ter um filho em outro país, sem poder falar, ver, conviver com ele.

E essa é uma situação que vejo cada vez mais acontecendo. Pessoas esquecem que aceitar um cônjuge que faz uma sacanagem dessas é ser conivente, e tão sacana quanto.

Várias vezes me escreveram mulheres com a mesma história: estou apaixonada por um holandês/alemão/gringo-em-geral, descobri que ele é casado, ele me diz que não ama mais a mulher, que vai deixá-la mas agora não pode por causa dos filhos, eu o amo muito, não consigo viver sem ele, o casamento já estava mal das pernas, não fui eu a causadora do problema… SAFADA! Isso é o que quem se sujeita a isso é. O cara te confessa ou você descobre que ele é casado, o que uma pessoa com um pingo de caráter faz é dizer pro canalha: filho, vá pra sua casa, vá fazer terapia de casal, tente recuperar seu casamento pelo bem dos seus filhos, e me esquece. Se o canalha voltar pra casa, se divorciar, e voltar a te procurar, mande-o pastar. Primeiro, que o safado que faz isso com a esposa e mãe dos seus filhos vai fazer o mesmo ou semelhante com você. Segundo, que você vai sempre carregar nas costas a culpa de ter espatifado uma família. Eu sou a pessoa mais contra no mundo, a ficar-se casado por causa de filhos, afinal, se acabou o amor, o respeito, a vontade de ficar junto, o mais honesto é se separar, explicar da melhor forma possível para os filhos toda a situação, encontrar juntos uma forma de ambos serem presentes na vida dos filhos ainda que separados. E sou também totalmente a favor dos divorciados recomeçarem novas famílias, meu irmão mesmo é o segundo marido da minha cunhada, e meus sobrinhos tem mais dois irmãos do primeiro casamento dela, mas tem que ser assim, nessa ordem: separação, namoro com o novo parceiro, juntação/casamento.

Sabem, eu acho que a vida tem uma forma de trazer de volta pra você as coisas que você faz. Todo mundo tem problemas, e momentos difíceis, e nesses momentos suas escolhas, certas e erradas, vão influenciar sua vida toda. Eu tenho certeza que esse padrasto, que dificulta tanto a vida do enteado e do pai do garoto por puro egoísmo, vai ver todo esse sofrimento de volta na vida dele. Acho que a moçoila que destrói um lar, vai ter seu lar destruído um dia.

É como a velha expressão, what goes around comes around.

7 comentários:

Ana disse...

eu acho engraçado que tem gente agora preocupada com o "melhor para a criança". Come on, alguém se preocupou com o melhor para a criança quando a falecida sequestrou o menino ? É aquela idéia de que a mae é a dona da criança e que ela decide. Essa historia é uma vergonha colossal, e a ponta do iceberg, porque tem varios outros casos do mesmo tipo, em que os pais nao tem recursos para arcar com um processo desses. Beijo grande.

Bruna disse...

O que realmente eu ainda nao consegui entender é como eles conseguiram viajar com o menino pra Europa sem a autorizacao do pai.

Lara Amorim disse...

Ninguém lembra de dizer que esse pai biológico era/é um boa vida sustentado por mesada da mulher falecida, sem trabalho e p... nenhuma!Ninguém lembra de dizer que esse menino é super bem tratado pois tanto a avó materna qto o padrasto são pessoas de EXCELENTE condições de vida no Brasil e eu posso dizer pq OS CONHEÇO! Ninguém tb lembra de dizer que coincidentemente esse pai só começou a se manifestar qdo a mãe morreu, claro a herança do menino é GRANDE já que a avó é somente a dona do quadrifoglio.. E tb ninguém acha que um padrasto pode realmente ter se apegado ao menino... Mas no seu mundo blé Adriana isso não deve acontecer não é? Pq vc nem sequer tem filhos seus e pelo que leio aqui nem sequer tem vontade de os ter, quem dirá criar filho alheio! Deve ser uma delicia julgar fatos pelo que se sabe da midia, julgar pessoas e devia ser mais delicia ainda a vida da falecida que sustentava o americano faz-p...-nenhuma-da-vida... Mas vc não entende isso, pq o seu gringo te bancava né "gata"? Adriana quer saber de uma coisa, vai emagrecer e cuidar da sua vida que é o que vc pode fazer de melhor, vc é MUITO BLÉ!
Obviamente vc não vai aceitar esse comentário, mas.. Pronto falei!

Wilma disse...

Pois é Dri, concordo com você totalmente. Também não entendo como viajavam com este menino sem a autorização do Pai Biológico, gostaria de saber. O fato de que dizem que o pai biológico vivia de brisa, não justifica nada,ué!! aliás penso que se fosse mesmo isso mais cuidado deveria ter essa mãe em tomar as providências cabíveis antes de trazer o menino para seu país, se não o fez, posso concluir que ela pretendia voltar, na melhor das hipóteses. O padrasto que é advogado deveria saber o risco que corria, se foi conivente pague por seu erro. A criança é que é a maior vítima, desde quando veio com a mãe para o Brasil sem o pai e pouco ou nunca mais o viu. Certamente ela crescerá e fará seu próprio julgamento, e que todo esse sofrimento o faça um ser humano melhor, que não acredite que o dinheiro é o fundamental nas relações afetivas, exemplo que talvez sua mãe tenha deixado, quando se juntou a um sem p.nenhuma, como dizem, certo!!! Acrescento que EXCELENTE condições de vida e herança GRANDE, nada garantem se não houver os valores essencias na construção de um bom caráter, triste é ainda acreditarem nisso!!!!

Kenia Mello disse...

Concordo com você, Adriana, na questão do menino Sean: se tem o pai biológico que deseja ficar com ele, acho o mais indicado.

Quanto às suas demais observações, só posso te dizer que, infelizmente, a vida não é tão retilínea assim.

Um abraço.

Marina disse...

Tb concordo com vc! Já li muito a respeito do caso, já vi várias entrevistas dos dois lados e o que foi mais convincente foi o do lado do pai biológico pois ele tb provou que tudo que falam mal dele são mentiras... Realmente para a criança é terrível e com certeza o menino deve estar morrendo de medo e querendo ficar no Brasil. Vc acredita que o padrastro teve até a castimônia de tirar o nome do pai verdadeiro da certidão de nascimento do menino? Eu já nem sei mais o que vai acontecer... só torço para que o menino fique com o pai biológico e que continue tendo contato com a família brasileira.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,