terça-feira, agosto 3

Cenas de uma vidinha na Holanda

Vamos ver foteeenhas?

Quando eu mudei pra Holanda, uma das coisas que eu achei muito estranho foram as cozinhas abertonas, integradas com a casa. Aos poucos, comecei a ver as vantagens: quem cozinha não fica lá isoladão, é mais "convidativa" pros amigos virem se chegando e bater papo enquanto você cozinha ( e o marido também ), uma cozinha bonita "enfeita" a casa… E a principal desvantagem é que tem que estar sempre limpinha, senão fica feia demais. Nessa casa nova, optamos por não instalar a parede opcional pra fechar a cozinha, decidimos que se a gente mudar de idéia mais tarde é mais fácil mandar colocar do que colocar agora e depois mandar tirar.





Vejam que optamos também por não ter uma ilha, o que está na última moda já há algum tempo. Eu acho ilha na cozinha linda, fizemos esse design com uma ilha apoiada na parede da esquerda do monitor, e ficou linda na simulação, mas… depois de "testar" a ilha lindadivinamaravilhosa da comadre vi que não é pra mim, eu fico sempre com a sensação de que tem alguma coisa ali pra me atrapalhar, no meio do caminho. Mas a beleza do móvel Ikea é essa, permitir que você mude de idéia sem ir à falência… se em alguns anos a gente mudar de idéia, a gente coloca a tal ilha. A Ikea está com ilhas lindas, modernésimas!

Ainda faltam os acessórios, quero colocar umas prateleiras na parede da esquerda, queremos escurecer a parede da pia, isso sem falar num lustre! Mas deixa eu mostrar algumas soluções que me fazem amar de paixão minha cozinha:

Meus cantos são aproveitados 100%



Esse é o superior, as prateleiras são giratórias e nesse cantinho que na outra casa era perdido eu tenho todos meus rolos de papel alumínio e cia., todos os cafés da Senseo, chá, açúcar, e na prateleira de cima os containeres ovais com farinhas, arroz, macarrão, milho de pipoca, tudo arrumadinho.



No canto de baixo estão duas prateleiras giratórias e que podem ser puxadas totalmente pra frente, e nelas eu coloco as panelas e os "tapuéres", também arrumadinhos e super acessíveis. Vejam que as prateleiras são super práticas, mas não são lindas de babar. Acontece que essas prateleiras giratórias custaram no total 300 euros, e na loja bacanérrima de cozinhas teriam custado 2.700 euros. A função é a mesma, mas a da loja bacanérrima era totalmente aramada ( a da Ikea tem fundo de madeira embaixo e vidro em cima ), e assim que você puxa uma luzinha acende ( e eu preciso de luzinha? ). Eu acho o custo-benefício da Ikea fantástico!

Agora deixa eu mostrar a parte mais ultra-prática da cozinha:




O "apotheek-kast" ( armário do apotecário?! ). Embaixo ficam meus óleos e sais ( 3 tipos de azeite, óleo de milho, óleo oriental pra wok, extrato de baunilha caribenha, extrato de baunilha feito em casa, mel, vinagres, flores de sal, sal grosso, sal marinho ), no meio meus temperos, em cima minhas colheres de cozinhar. As colheres podiam estar penduradas, mas eu acho que na gaveta fica mais limpinho e o visual mais clean.



Preciso comentar em particular a gavetinha dos temperos. A moda é comprar umas divisórias pra colocar os temperos em vidrinhos padronizados bem bonitinhos, mas quer saber? Isso é coisa de quem não cozinha! Quem cozinha, e como eu, adoooora, sabe que a gente compra temperos de marcas diferentes, em tipos de embalagens diferentes, trás de outros países, compra nas feiras, dá pra ficar transferindo da embalagem original pro potinho padronizado a anotando datinha de validade? Isso sem falar que cada vez mais se vende temperos com moedor, que não podem ser transferidos pro tal potinho padronizado e a embalagem original não cabe na divisória. Eu até tentei, mas depois de tentar várias formas, até cortar as divisórias, eu as joguei fora. Agora tenho meus temperos, rubs, caldos, fermentos, essências tudo ali à mão. Alguns eu tive que escrever o nome em cima pra ver melhor, o AH percebeu a dificuldade da dona-de-casa e implementou as etiquetas em cima ( vejam os potinhos da esquerda-acima ), os temperos com moedor que são altinhos ficam deitados, o amaciante de carnes idem ( depois que descobri a carne orgânica raramente uso ), e eu amo minha gavetinha bagunçada de paixão!



Agora me digam, porque é que a máquina de lavar louça ainda é tão pouco usada no Brasil? Ah, o cheirinho da porta abrindo, o vapor saindo, aquele cheirinho de limão-limpeza... Aqui na Holanda praticamente todas as casas tem lavalouças, até minha antiga, que era mais simples, já veio com uma, e na hora de vender, era uma das primeiras coisas que todo mundo olhava. Sem brincadeira, eu uso 2 vidros de detergente líquido POR ANO, toda minha louça, panelas e tudo ( como vocês podem ver na foto ) vai pra lavalouças.



E a maravilha da segunda casa é que você já vai implementando as soluções que você percebeu na primeira casa. Pra mim, ter os "tampos" de granito era mandatório, não negociável. Na casa anterior o tampo era de madeira, vivia riscando, o marido enchia o saco ( tome mais cuidado! ), era um tal de toalhinha pra cortar pão, tapetinho pra colocar panela, um tormento! Pagamos mais nos tampos de granito que nos armários em si, mas que maravilha! Não risca, quando suja é só limpar com a esponja e passar rodinho, qualquer produtinho de limpeza deixa o bixinho parecendo espelho, foi a melhor coisa que eu fiz!



Detalhezinho. Marido odeia a garrafinha de detergente líquido na pia, diz que é feio e de pobre. Imagine que até detergente da Rituals eu comecei a comprar ( ma-ra-vi-lho-so ) e ele ainda assim ranhetava ( sim sim inimiguxas, meu marido é chato e cricri ). Resolvido: compramos esse "soap dispenser" eletrônico com sensor, é uma maravilha. Você coloca a esponja debaixo e ele "cospe" o tanto que você programa. Ótemo e bonito. E nem foi caro, acho que foi 39 euros em promoção, mas come pilha adoidado!



E temos o cantinho dos gatuchos. Vocês nem imaginam que lindinho que é quando eles estão assim, lado a lado comendo. Aliás, notaram a tosa do Plato? Agora já tá crescendo, mas carequinha ele mais parecia o ET de Varginha ( Holandesa viu ).



E montamos as antigas Poangs pra ver se "cabe", a idéia é comprar duas poltroninhas mais modernas. Caber cabe, mas já vimos que as poltroninhas tem que ser de couro pra não juntar pêlo, e a gente vai passar produto pra espantar os gatos. Mas que é uma graça ver dos dois dormindo assim, isso é.



E o alívio de abrir a cortina e ver o jardim assim arrumadinho? Dá vontade de chorar de alegria. Aliás, o mais novo "trend" das casas holandesas é ter a cozinha na frente e a sala atrás pra "integrar" a sala ao jardim. Com o vidro fechado nos dias mais frios fica bonito olhar o jardim e no verão, com as portonas abertas fica um ambiente só. E se Deus quiser no ano que vem colocamos o tetinho de jardim com umas poltroninhas, e aí fica mesmo uma extensão da sala.



E nossos móveis de jardim, apesar de velhos e feios ( principalmente a mesa ) arrumadinhos assim até ficam simpáticos, aliás, o trucão foi essa toalha de mesa! Viram só meu convidado especial já sentadinho esperando o churrascão?

E agora, algumas palavras dos donos da casa:





"Nossos humanos de estimação até que estão arrumando direitinho a casa do jeito que a gente quer!" Plato e Tyrus



"Só que nessa velocidade me dá um sono..."

9 comentários:

Fernanda disse...

AMEI a foto dos dois comendo juntos!!!! Coisa mais fofa!!
Aqui na Bélgica eu nunca vi cozinhas com tampo de mármore/granito e nem sei onde procurar, mas vc tem razão, é uma coisa essencial! O tampo de madeira da minha casa atual queimou quando marido resolveu colocar uma tampa quente sem proteção e eu daria de tudo nessa vida pra poder viver sem ter que me preocupar com as bagunças do marido na cozinha.
Sobre máquina de lavar louças, é uma coisa que eu sempre optei por não ter (e, quando tinha, nunca usava). É minha terapia lavar louças hehehe.
Eu concordo com o seu marido sobre o vidro de detergente. É feio demais!! E depois de algumas semanas de uso ele fica mais feio ainda. Vou procurar um dispenser por aqui. Boa idéia!
E me conta uma coisa: existe produto que expulsa o gato dos móveis?????????? Me fala qual POR FAVOR!!!!
Bjs e tenha um bom dia

Adriana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriana disse...

Fernanda, vende em loja de animais, eu usei pra treinar os dois a não subir nas cadeiras da sala de jantar. Vou tirar foto e coloco aqui. Ah, e meu tampo de granito é belga, é bem mais barato que na Holanda. Bjs, Dri

Leticiabon disse...

Gostei da sua casa, super clean. E nunca tinha pensado nessa questão do detergente, é feio mesmo e achei o lindo o dispenser, será que tem aqui no Brasil (tock & stock talvez)?

Samantha disse...

Ai meu Deus do céu!
Eles são 'tão lindos que dói!!!
A casa está linda...
Parabéns
Bjo

Marcia-Rotterdam disse...

Ahhh seus filhotes, que lindos!
Mas o detergente eu botava embaixo da pia então, já que não é tão usado...

Liliane Gusmao disse...

Adriana,
sua casa é uma lindeza, e os seus gatinhos também!
Aqui em casa temos as primas pobres das suas poangs as pello amo esse design IKEA! E seu marido não é cricri vidro de detergente é mesmo horrível e não combina com sua linda cozinha, ainda mais que ela é integrada com a sala! Eu não sou nada sem minha lava louças
Parabéns pela casa!!
beijos

Jaboticaba Preta disse...

O granito vcs compraram diretamente da ikea? Divina sua cozinha e fofissimos seus bbs

pacamanca disse...

Pra mim a maior desvantagem da cozinha aberta - como a minha - é que qualquer coisa que você cozinhe a sala fica com cheiro de comida. No inverno é horrível; você chama gente pra jantar e tem que ter o cuidado de escolher um menu pouco odoroso, digamos assim, porque senão todo mundo sai parecendo que tomou banho de Eau de Repolho/Filé/Sopa de alho-poró etc. DETESTO ter a cozinha integrada à sala e com certeza nossa próxima casa vai ter uma cozinha tradicional, separada, com a tal janela ou porta de correr pra integrá-la à sala só quando eu quiser.