domingo, janeiro 31

Ah, a Itália...

E Adriana na busca voraz pelo destino das férias de maio vira o google earth para a Itália. Como, eu pergunto a vocês, como ir para a Itália e escolher apenas duas cidades?

Eu e Bart não gostamos de pinga-pinga, um hotel em cada dia. Como escolher o que ver?

Começo assim: vôo para Pisa, mas fico ali por Firenze. Lucca fica tão perto de Pisa, mas a gente vai estar estourado. Ficamos em Firenze e fazemos day-trip pra Lucca. E day-trip pra Siena ( vale a pena? ). E Arezzo, vale à pena? Daí depois de uns 4 dias vamos pra Montalcino, ficamos ali uns 3 dias. Aí eu tenho que ir pra praia. Amalfi. Pâtz, é longe pacas. Avião? Trem? Carro? Vou passar por Roma, como não parar? Vou passar por Napoli, como não esticar até Pompeii? Chegando em Amalfi... Temos que ir pra Capri. Temos que ir pra Pompeii. Tenho que passar por Ravello. Tenho que ir até Positano.

E aí fica tudo uma bagunça. Mas tô querendo dividir assim: 5 dias ao redor de Firenze, 5 dias ao redor de Montalcino, 5 dias em Amalfi. Que cês acham?

E dicas da Toscana, alguém tem?

E a pergunta derradeira: porque é que fazer turismo na Itália é tão caro, hein?

5 comentários:

Patricia disse...

Oi Adriana! Pois é, morei em Milão e vivo com saudades daquela Itália...mesmo que os italianos sejam super grosseiros, sempre. Bem, minha ultima viagem quando ainda morava lá foi assim. Primeiro ficamos hospedados em um hotel pertinho de Assise e dali íamos cada dia para um canto na região: Perugia, Assise, Gubbio (tem Orvieto que não conheci mas parece ser interessante). Depois fomos para um outro hotel pertinho de Firenze, e dali fomos para Arezzo, Cortona, Firenze, Lucca, Pisa, San Gimignano, Siena, Volterra e a região de Chianti. Combinei Roma com Napoli e arredores em outra viagem, porque como vc disse, é lá embaixo. Nós alugamos carro para a viagem na Toscana/Umbria, e em Roma somente para o dia que fomos na Costiera Amalfitana e só, o resto fizemos tudo de trem ou barco (Capri). Dirigir em Napoli requer muita coragem, como vc deve saber. Tb nunca entendi porque tudo é tão caro na Itália...talvez porque apesar do mal atendimento sempre voltamos. Bjs

pacamanca disse...

A minha pergunta é: o que diabos você acha que vai ter pra fazer tantos dias ao redor de MONTALCINO, of all places?

Isabel disse...

Oi Dri, tudo bem? Estava aqui surfando na net e dei de cara cm seu blog. Primeiro quero te parabenizar pelos artigos e comentários, eles sao muito esclarecedores.Recentemente estive na Holanda por 3 meses, de julho a outubro de 2009. Infelizmente tive que retornar ao Brasil, ams meu coraçao continua ai. Aproveitando que vc já está ai há muito tempo, queria te perguntar, se você sabe me dizer, quanto tempo um brasileiro pode ingressar novamente em terras holandesas, depois de permanecer ali por 3 meses. Vou me casar com um Holandês, mas descobri que tenho que fazer um tal exame de integraçao civil, você sabe alguma coisa sobre isso? Agradeço desde já qualquer informaçao sobre o assunto em tela, ou quaisquer outros esclarecimentos.
Beijos
Isa

Barbara disse...

Bom, o fato de Italia ser fantastica, mesmo cheia de Italianos, mostra o poder do lugar :) Assim sendo, eles podem cobrar o quanto quiserem, que a gente vai pagar caro (e ainda por cima atura-los :)

E eu nao posso te ajudar muito, soh conheco Roma e a as cercanias de Perugia - recomendo ambos, mas ainda falta tanta coisa pra conhecer...

Barbara - www.baxt.net/blog

Camila disse...

Fomos pra Toscana em 2008, Prato foi a "base" e de lá, como estávamos de carro, fizemos várias day-trips: Lucca, Pisa, Siena, Assisi e arredores. Fomos de trem pra Firenze e Roma. Valeu muitíssimo a pena, quero muito voltar!
(Só voltaria em outro mês, pq agosto foi difícil - tudo "chiuso per ferie"...)